Ciclismo de Estrada


ciclismo-de-estrada-2

O ciclismo de estrada foi a primeira modalidade a ser disputada em cima de uma bicicleta. A competição ocorreu em 31 de maio de 1868, no Parc de Saint-Cloud, em Paris. Assim, o britânico James Moore é considerado o primeiro ciclista a vencer uma prova. Com a popularidade em alta, o ciclismo de estrada fez parte do programa da primeira edição dos Jogos Olímpicos, em Atenas-1896. A primeira prova percorreu o mesmo trajeto que a tradicional maratona dos primeiros Jogos. Os ciclistas largaram em Atenas, foram até a cidade de Marathon e retornaram à capital grega.

Embora tenha participado em Atenas-1896, o ciclismo de estrada não esteve presente nas três edições seguintes: Paris-1900, St. Louis-1904 e Londres-1908. O retorno se deu nos Jogos de Estocolmo, em 1912. Desde então, não houve mais interrupções na participação da modalidade. As mulheres, entretanto, só entraram na disputa em Los Angeles-1984, com a prova individual de estrada.

ciclismo-de-estrada-3

Um teste de resistência, uma corrida contra o tempo. Seja na prova de estrada ou de contrarrelógio, as curvas da cidade são pano de fundo para as disputas do ciclismo de estrada, presente nos Jogos desde Atenas 1896, primeira edição da era moderna.

As duas provas do ciclismo de estrada são muito diferentes uma da outra, enquanto uma é uma longa distância em um único circuito, a outra é uma prova em um circuito muito menor fechado (círculos). Na prova da estrada os ciclistas largam juntos e devem percorrer um percurso de 141km (feminino) e 241,5km (masculino) – vence quem cruzar a linha de chegada primeiro. Já na prova contrarelogio os ciclistas largam individualmente, a cada 90 segundos, e devem percorrer um circuito de 54,5km (masculino) e 29,8km (feminino) – vence quem registrar o menor tempo.

ciclismo-de-estrada-4-time-trial

O pelotão como é conhecido o grupo principal de ciclistas de uma prova. Eles podem reduzir significativamente a resistência do ar posicionando-se no vácuo de outros competidores. O pelotão só é formado nas provas de ciclismo de estrada, aonde os ciclistas largam em conjunto.

 

ARQUITETURA ESPORTIVA

Do ponto de vista da arquitetura esportiva para o acontecimento destas provas, não temos uma Arena, Estadio, Pista, nada o que é comum para a prática esportiva, já que a prova acontece sempre pelas ruas das cidades ou entre cidades. O necessário e muito importante para estas competições são os pontos de apoio durante o percurso, na chegada e na largada, esta infra estruturar para apoiar os atletas e as equipes se faz extremamente necessária nesta modalidade.

ciclismo-de-estrada-1

CURIOSIDADES RIO 2016

As duas provas da modalidade de ciclismo de estrada, não aconteceram na mesma instalação nesta olímpiadas do Rio de Janeiro. A prova do ciclismo de estrada ocorreu como ponto de largada e de chegada o Forte de Copacabana e a prova de ciclismo contrarelogio aconteceu em um percurso fechado no Pontal. Isto ocorreu devido ao tempo que as ruas da cidade deveriam permanecer fechadas para a prova contrarelogio que dificultariam muito a vida dos moradores da Zona Sul carioca.

ciclismo-de-estrada-6

Salvar

Salvar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.